As primeiras 20 horas (The first 20 hours)

Ao longo da sua vida, você provavelmente teve muitos interesses, e talvez você se arrependa de não ter perseguido alguns deles. Talvez você desejasse ter começado a estudar violino há dez anos, quando teve mais tempo, ou mesmo se culpa por não dominar uma língua estrangeira e estudado quando era mais jovem.

Mas e se, em vez de lamentar as oportunidades perdidas, você simplesmente começar a trabalhar em direção aos seus objetivos HOJE? É aqui que entra em cena a técnica do autor Josh Kaufman.

O livro “The first 20 hours”, ou As primeiras 20 horas (em inglês pois não encontrei a versão traduzida), fala sobre aprender novas habilidades rapidamente. As dicas condidas nele ajudarão você a se livrar da noção de que é tarde demais para expandir seus horizontes. Nunca é tarde demais para começar. Se você quer dominar uma língua estrangeira ou aprender a pilotar um helicóptero, aqui estão dez passos simples para iniciar o aprendizado.

Veja o Livro AQUI!

A seguir você aprenderá como, em apenas 20 horas, poderá dominar o básico da habilidade desejada. Do planejamento do tempo de prática até a aquisição de todas as ferramentas de que você precisa para ter sucesso, você aprenderá a estabelecer uma base sólida para obter qualquer habilidade.

Aprenda o básico de qualquer coisa em 20 horas usando a técnica de aquisição de habilidades rápidas.

Existe alguma habilidade que você sempre quis aprender, mas nunca teve tempo para? 

Muitas pessoas gostariam que soubessem tocar piano, dominar na quadra de tênis ou conversar em francês fluente, e podem até se comprometer a aprender essas habilidades. Mas muitas vezes desistem antes mesmo de se familiarizarem com o básico. A razão é que elas acreditam que é tarde demais para adquirir uma nova habilidade – mas isso simplesmente não é verdade.

É aqui que a aquisição rápida de habilidades entra em jogo. Empregando esta técnica, você pode se tornar razoavelmente bom em qualquer habilidade que você escolher através de meras 20 horas de prática.

Obviamente, se o seu objetivo é se tornar a próxima Serena Williams (ou Roger Federer), você precisará de milhares de horas de trabalho. A aquisição rápida de habilidades tem mais a ver com o básico, em vez de te transformar em um especialista instantâneo. Mas mesmo aquelas primeiras 20 horas de prática na quadra já permitirão que você jogue com amigos e talvez participe de torneios locais.

Vamos continuar com o exemplo do tênis. Se você praticar por 20 horas, dividindo esse tempo em doses diárias de 60 a 90 minutos, logo perceberá que está melhorando rapidamente. Depois de concluir as 20 horas iniciais de prática, ficará consideravelmente mais fácil continuar desenvolvendo sua habilidade escolhida.

Se você já tentou aprender algo novo, sabe que as primeiras horas de prática costumam ser as mais difíceis. Nesse estágio, você terá mais probabilidade de ficar confuso e de se deparar com problemas, que é o que faz com que as pessoas desistam desde o início. Mas é essencial persistir por pelo menos 20 horas. Dessa forma, você já alcançou um nível substancial de habilidade, o que tornará a prática ainda menos problemática.

Então, como você pode fazer essas 20 horas realmente valerem? 

Vamos mergulhar nos dez princípios subjacentes à rápida aquisição de habilidades.

Não há mágica nisso – apenas um esforço estratégico e inteligente investido em algo que você se importa.”

 

Concentre toda a sua energia em aprender sua habilidade favorita.

Não há dúvida de que há muitas habilidades você gostaria de adquirir, mas uma parte importante da aquisição de habilidades é escolher aquela que mais lhe interessa. Então faça uma lista de todas as habilidades que você quer trabalhar e escolha aquela que você mais se empolga neste momento. Isso ajudará a manter suas motivações para praticar.

O autor fez exatamente isso quando confrontado com a escolha de qual habilidade seguir. O windsurf estava na lista, mas ele estava longe do mar por anos, mas por ele possuir uma paixão por atividades aquáticas desde a infância, ele rapidamente se empolgou com o windsurf, ajudando-o persistir para isso.

O segundo princípio da aquisição rápida de habilidades exige que você se concentre exclusivamente em uma habilidade. Pode ser muito tentador tentar aprender várias habilidades simultaneamente. Por exemplo, você pode querer combinar o aprendizado de windsurf com o estudo de espanhol, ou mesmo com o aprendizado para tocar cavaquinho.

Mas isso não é uma boa ideia! Você precisa usar seu tempo com sabedoria ao aprender algo novo, porque provavelmente não tem mais do que uma ou duas horas por dia para focar nisso. Portanto, não tente aprender várias habilidades simultaneamente. Se você não gosta de estudar várias coisas ao mesmo tempo, você vai progredir muito devagar, o que só vai desmotivá-lo.

Determine o nível de habilidade que você deseja atingir e divida-o em partes menores.

O terceiro princípio da aquisição rápida de habilidades é decidir o quanto você quer se tornar bom no seu empreendimento escolhido. Isto é referido como o seu nível de desempenho alvo, e é importante porque se você puder imaginar o que quer que seu desempenho pareça, você terá mais facilidade para chegar lá.

Então, pergunte a si mesmo que nível de desempenho é “bom o suficiente” para você. 

Por exemplo, se você está aprendendo a tocar banjo, quer tocar três músicas de cor ou participar de uma de um espetáculo?

Quando o autor começou a aprender a tocar o ukulele, seu nível de desempenho alvo era que ele queria tocar em uma conferência que seu amigo estava organizando. Como lhe pediram para dar uma palestra sobre aquisição rápida de habilidades, achou que a maneira perfeita de ilustrar o conceito era demonstrar quanto progresso ele havia feito no ukulele em apenas dez dias.

O quarto princípio da aquisição rápida de habilidades é dividir sua habilidade desejada em partes menores que você pode enfrentar individualmente. Você não tenta comer uma refeição inteira em apenas uma mordida, e você não deve tentar aprender toda uma habilidade em uma vez. Ao dividir em sub-saltos, o progresso será mais fácil e rápido.

No caso do autor, quando ele começou a estudar o ukulele, ele primeiro analisou a anatomia do instrumento. Em seguido aprendeu a afinar e só então começou a aprender os acordes para a música que planejou tocar na conferência.

Quando chegou a hora de sua performance, ele tocou a música sem falhas.

Adquira as ferramentas necessárias e limite as distrações.

Então você decidiu sobre a sua habilidade escolhida – mas quais ferramentas você precisa possuir?

Garantir que você tenha as ferramentas necessárias é o quinto princípio da aquisição rápida de habilidades. Este passo é bastante simples – se você quer aprender a jogar tênis, precisa de uma raquete e, se quiser aprender a operar um helicóptero, precisa de acesso a um.

Embora simples, é essencial descobrir quais componentes, ambientes e ferramentas você precisará para praticar e aprender. Foi isso que o autor fez quando começou a aprender a praticar windsurf. Obviamente, ele precisava de uma prancha, mas também de capacete e roupa de mergulho. E mais tarde, ele descobriu que, antes que pudesse começar a usar uma vela, teria que ficar mais confortável simplesmente de pé em uma prancha, o que significava que precisava de uma prancha de remo e de um remo.

O princípio número seis é identificar a barreira que pode interferir na aquisição de sua habilidade desejada. Existem barreiras emocionais, como medo ou insegurança que poderiam impedi-lo? 

E existem distrações que podem impedi-lo de praticar, como um telefone tocando?

Se houver algum obstáculo, tente eliminá-los. Por exemplo, você pode criar um ambiente pacífico, fechando todas as distrações enquanto identifica e trabalha com seus medos.

Quando o autor começou a praticar windsurf, ele estava preocupado que seria perigoso – o risco de afogamento e a hipotermia tinha que ser considerada. Para se livrar dessas barreiras mentais, ele se familiarizou com os perigos. Ele aprendeu sobre as temperaturas de água perigosamente baixas e comprou uma roupa de mergulho adequada. Ele também decidiu sempre ter alguém presente quando estava praticando windsurf – mesmo se a pessoa estivesse sentada na praia. Dessa forma, sempre haveria ajuda disponível se ele estivesse em perigo.

Arranje tempo para praticar e dê a si mesmo feedback.

Hoje em dia, as pessoas levam uma vida mais ocupada do que nunca, e é por isso que é importante não apenas tentar encontrar tempo para praticar, mas para fazê-lo. Este é o sétimo princípio da aquisição rápida de habilidades.

Para ter tempo para praticar a habilidade que você deseja adquirir, identifique outras atividades em sua vida das quais você não gosta particularmente, ou durante as quais você tende a se sentir inquieto ou entediado, e então trabalhe para eliminar elas. Isso liberará tempo para se dedicar de 60 a 90 minutos todos os dias a trabalhar em sua habilidade desejada.

O oitavo princípio é que você precisa garantir que receberá feedbacks sobre seu progresso.

Digamos que você esteja tentando aprender chinês. Você precisa de uma maneira de obter feedback rápido para avaliar como você está progredindo e, assim, ajustar se você está errando em algum ponto.

Se você puder, contrate um treinador ou coach, pois eles podem lhe dar feedback quase instantaneamente. Ou, se você estiver aprendendo um novo idioma, também poderá usar equipamentos como um gravador de voz, o que facilitará a identificação de sua própria pronúncia e erros gramaticais.

No caso do autor, ele recebeu feedback enquanto aprendia como jogar o jogo Go. Ele baixou um software chamado SmartGo, que fornece feedback toda vez que um movimento é feito. Isso o ajudou a aprender rapidamente como ele estava e facilitou a identificação de seus pontos fracos.

Pratique em períodos curtos e priorize a quantidade e a velocidade.

Todo mundo teme segundas porque parecem intermináveis. Depois do prazer do fim de semana, é uma tortura ter que aguentar um dia inteiro de trabalho. De fato, envolver-se em qualquer atividade difícil ou tediosa por um longo período de tempo é desgastante e ineficiente – e é por isso que você deve praticar apenas em intervalos curtos.

O nono princípio afirma que praticar em curtos espaços de tempo é a melhor maneira de fazer a habilidade se desenvolver.

As vezes o tempo que você gasta praticando pode parecer que está indo muito devagar. De fato, as pessoas tendem a superestimar como a tarefa costuma ser tão árdua. Para contornar isso, use um temporizador para definir intervalos de tempo de 20 minutos para você mesmo. Dessa forma, você saberá exatamente quanto tempo passou praticando e se sentirá mais motivado para fazer o melhor que puder nesse período de tempo. Tente fazer de três a cinco desses blocos de 20 minutos durante o dia, diariamente, e você ficará surpreso com a rapidez com que progride.

O décimo e último princípio da rápida aquisição de habilidades é se concentrar em praticar muito e rapidamente, não em atingir a perfeição.

Como iniciante, você não será um especialista desde o início, por isso deve se concentrar em praticar muito, rapidamente. Se você priorizar a quantidade e a velocidade, verá que é menos provável que você fique irritado e desmotivado devido aos contratempos inevitáveis ​​que encontrará.

O autor tomou esta abordagem quando ele começou a aprender windsurf, quando ele inicialmente pegou sua prancha, estava longe de ser perfeito – na verdade, assim que ele puxou a vela, caiu na água. Ele perdeu a consciência e engoliu um grande e desagradável quantidade de água. Se ele esperasse a perfeição desde o começo, provavelmente teria desistido naquele momento. Em vez disso, ele se concentrou em obter o máximo de prática possível antes que a temporada terminasse e, como resultado, rapidamente escolheu esse novo e gratificante passatempo que parecia tão assustador antes.

Ao manter os dez princípios da rápida aquisição de habilidades em mente, você pode empreender com sucesso uma nova habilidade em pouco tempo. Encontre o seu equivalente ao windsurf e embarque em sua jornada de aprendizado hoje!

Conclusão

Nunca é tarde demais para aprender uma nova habilidade. Tudo o que você precisa fazer é manter em mente os dez princípios da aquisição rápida de habilidades. Se você pretende aprender francês ou tocar gaita, tudo o que você precisa fazer é praticar por 20 horas iniciais, e você estará no caminho certo para a proficiência.

 

O autor Josh Kaufman é um pesquisador independente sobre temas como negócios, empreendedorismo, produtividade e psicologia comportamental. Ele foi classificado como um dos melhores autores de negócios da Amazon. Seu primeiro livro,  “The personal MBA: Masters the art of business” foi um best-seller.

Veja o livro “As primeiras 20 horas” AQUI!

Facebook Comments