Finanças/Livros

Por que Finanças Pessoais não precisam ser complicadas!

The most notable personal finance writing of 2013 . . . Was a handwritten 4 × 6 INDEX CARD.”

– MINNEAPOLIS STAR TRIBUNE

Em 2012, um professor da Universidade de Chicago chamado Harold Pollack foi entrevistado por uma jornalista financeira chamada Helaine Olen. Em algum ponto da conversa, ele contou para ela que finanças pessoais  eram tão simples que tudo que alguém precisava saber sobre elas poderiam ser escritas em um cartão (index card).

De fato, ele estava tão convicto sobre isso que ele provou escrevendo o próprio cartão. Nele estavam escritas algumas regras que mais tarde foram postadas na internet através de uma foto. Não demorou muito para que a foto se tornasse viral:

Cartão escrito por Pollack com as principais regras das Finanças Pessoais.
Mais tarde, esse cartão originou um livro: The index card.

É sobre esse livro que quero falar aqui. Infelizmente não encontrei uma versão em português dele. Mas felizmente aqui vou descrever os principais conselhos que estão nele.

No livro, os autores explicam em detalhes como você pode ganhar controle sobre as suas finanças e porque você deve fazer isso logo. A boa noticia é que realmente é muito simples. Através da adoção de algumas dicas bem diretas ao ponto, você pode começar a economizar para o futuro hoje mesmo!

O truque é fazer decisão financeiras espertas, buscar conselhos das pessoas certas e começar imediatamente. Economizar dinheiro hoje é difícil, mas algumas dicas podem ajudar para isso!

Todos nós já estivemos lá: você recebe o seu salário apenas para ver ele desaparecer enquanto você paga seu aluguel, conta de luz, transporte, alimentação e por ai vai. E não vamos esquecer das sempre presentes despesas adicionais.

Então, como você pode sair desse ciclo miserável e tomar controle sobre o seu dinheiro?

Naturalmente, isso começa através de economias, mas isso é mais fácil ser dito do que feito.

Vemos constantemente a renda media da população diminuir enquanto os custos de vida aumentam. Estatística são desnecessárias sobre isso, pois todos nós sentimos isso na pele no dia-a-dia.

Então como tantas pessoas estão sofrendo para deixar suas vidas financeiras em ordem, se você não tem nenhuma poupança, você não deve se sentir mal. Mas você deve tomar uma ação! Se você falhar em encontrar e colocar em prática logo um planejamento financeiro, você nunca poderá investir para o futuro ou mesmo sair da dívida.

Aqui algumas dicas para você começar:

1- Dinheiro vs Cartão

Primeiro, use dinheiro ao invés de cartão. Isso pode soar como bobagem, mas muitos estudos provaram que as pessoas gastam até 20% a mais quando pagam com o cartão de crédito, ou mesmo online, do que pagando com dinheiro físico. Gastar em notas e moedas é menos abstrato, então fica mais difícil para as pessoas gastarem menos.

 

2 – Tenha controle financeiro pagando a sua divida do cartão de crédito por completo

Você deve sempre pagar por completo a sua conta do cartão, não apenas o mínimo. Infelizmente, apenas aproximadamente um terço das pessoas fazem isso.

Como isso?

Bem, psicologias acreditam que isso é devido a um conceito chamado de ancoragem. As pessoas visualizam o mínimo pagamento requerido que está indicado na conta e em seguida tomam esse valor como uma “âncora”, assim prendendo seus pensamentos sobre o quanto pagar baseado naquele mínimo.

Lembre-se que o cartão de crédito possui uma das maiores taxas de juros sobre suas dívidas e o não pagamento total da conta vai fazer com que q sua dívida cresça exponencialmente.

 

3 – Compre o que for viável

Agora vamos falar em financiamentos, os que podem ser tanto para casas, carros, ou mesmo itens menores.

As pessoas normalmente estabelecem um orçamento para a compra de um imóvel, por exemplo, no que elas podem gastar. Isso parece óbvio. Mas invariavelmente, as pessoas se apaixonam por um item dos sonhos, em seguida elas começam a pensar se, e como, podem esticar, estender e ampliar os financiamentos.

Infelizmente, isso é um grande erro. Ao invés de ultrapassar a sua faixa de preço, você deve adquirir o que você pode pagar. Para isso, há uma regra simples: financie apenas o que você pode pagar pelo menos 20% do preço de compra.

Isso também ocasionará uma taxa de juros menor. Isso pois empréstimos menores são menos arriscado por quem está emprestando o dinheiro, assim eles são precisam taxar tanto.

 

4 – Comece a economizar para a aposentadoria hoje e tire o melhor de todas as suas opções

Imagine que você acabou de começar em um emprego novo está assinando seu contrato e os outros documentos. Você se depara com um que pergunta “Qual porcentagem do seu salário você gostaria de contribuir para o seu plano de aposentadoria?”. Você é jovem e saudável, então você passa reto sobre isso. Assim como esse documento, você acabou de jogar fora o seu futuro. Esse erro pode ser facilmente evitado.

Isso por que a comum falha de poupar para a aposentadoria geralmente decorre de uma lógica defeituosa. As pessoas tendem a pensar que nunca se aposentarão, enquanto a maioria dos aposentados relata ser forçado a parar de trabalhar mais cedo do que eles planejaram.

Especialistas estimam que você deve guardar 15% do seu salário bruto mensal para garantir uma aposentadoria confortável. Isso soa muito, mas seu empregador pode ser sua chave para o sucesso.

Isso é porque muitas empresas oferecem uma “contrapartida” para investimentos em aposentadoria. Em tais planos, a empresa irá investir o mesmo que você no seu plano de previdência. Isso geralmente até 6% de seus ganhos anuais. Então, faça o máximo de contribuição possível para colher todos os benefícios.

 

5 – Proteja sua família e suas finanças planejando-se para o pior

Não é segredo que buscar um seguro pode ser uma experiência deprimente. Preparar-se para o futuro traz-lhe cara a cara com todas as coisas horríveis que podem acontecer com você e sua família. Quem quer fazer isso afinal?

Mas é ainda mais assustador pensar sobre o que pode acontecer se algo der errado e você não estava devidamente segurado.

O seguro de vida é a chave para cobrir o pior resultado possível, mas coisas dão errado todos os dias, e para se proteger, você também quer um seguro de casa, carro, saúde, etc. Uma boa apólice de seguro para a sua casa é realmente um seguro sobre seu patrimônio líquido, pois sua casa provavelmente será o bem mais valioso da sua família.

Lembre-se também de ter uma reserva de emergência que cubra em torno de 3 a 6 meses do seu salário. Afinal, se estamos pensando no pior, você pode perder o seu emprego.

 

6 – Escolha seu consultor financeiro com cuidado e esteja preparado para pagar por ele(a)

Se você estiver em busca de um consultor financeiro, você pode encontrar pessoas com títulos tão confusos como “especialista em planejamento de dívidas” ou “analista de gestão de aposentadoria”. Afinal, os consultores financeiros dependem de convencer os clientes de sua reputação.

Então, como encontrar um consultor financeiro confiável?

Bem, essa não é uma tarefa simples. É necessário buscar profissionais com boas referências, verificar os seus currículos e indicações.

Um bom consultor financeiro não é gratuito. Certifique-se de que o seu consultor financeiro esteja sendo pago por você e você apenas. Isso é importante porque muitos consultores financeiros pode oferecer serviços gratuitamente, apenas para empurrá-lo para investimentos particulares nos quais eles ganham comissão.

É importante destacar que você pode vir a pagar uma taxa horária que varia de R$ 100,00  para obter conselhos sobre como sair das dívidas, a R$ 1.000,00 por hora para conselhos sobre investimentos especializados.

Seja qual for o nível que você escolher, encontre um consultor que lhe dê um bom conselho e obtenha suas finanças em ordem hoje!

O planejamento financeiro pessoal é a diferença entre um futuro tranquilo e uma aposentadoria miserável. Mas a boa notícia é que algumas regras simples podem desestressar seu relacionamento com suas finanças e colocar sua vida em ordem. Ao se planejar cedo, você pode sair das dívidas e garantir uma aposentadoria confortável.

Facebook Comments

6 comentários

Os comentários estão desativados.